16/09/2016

Joshua Lee, o Ladrão de Cerebros da Pensilvania - Crimes Bizarros


A polícia invade a casa de um homem e descobre algo sinistro: adivinhe o que ele fazia com o cérebro que havia roubado!

Em julho de 2016, a polícia invadiu a casa de Joshua Lee Long, um rapaz de 26 anos de idade morador da Pensilvânia, procurando provas relativas a uma série de assaltos na área. Eles descobriram mais do que suficiente para prendê-lo, mas também descobriram algo bastante inesperado em um saco de compras Walmart debaixo da varanda: um frasco de formol contendo um cérebro humano. Joshua deu até um nome ao objeto sinistro: ele o chamou de "Freddy".

A polícia está bastante certa de que o cérebro foi roubado, talvez a partir de um laboratório ou universidade. Mas Joshua também encontrou um outro uso para o fluido de embalsamamento à base de formol: ele o estava pulverizando em sua marijuana (maconha) para intensificar a "onda". O oficial Bob Hicks astutamente resumiu a descoberta: "Esta é uma daquelas situações em que, penso eu, um monte de caras ficaram surpresos." Todos ficaram chocados.


Até o momento, a polícia ainda está a procura do verdadeiro dono do cérebro, ou da instituição à qual o "objeto" pertencia. O rapaz continua preso e será acusado de abuso de cadáver e conspiração para cometer abuso de cadáver.

Segundo as autoridades, o formol tem a capacidade de prolongar o efeito da droga, e as reações quanto a esse uso inusitado pode variar, desde raiva e paranoia até o aumento de apetite sexual nas mulheres (taí, já descobriram o viagra feminino! SQN).

Curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal do Youtube!


Fonte e agradecimentos: Washington Post