08/03/2016

Invenções Bizarras: Fantasias de Panda


Os cientistas rotineiramente fazem coisas que, em um outro contexto, os marcariam com características próprias dos Psicopatas: vivissecção de pequenos animais, dissecação de cadáveres, o uso de cobaias para testes, entre tantas outras coisas. Além disso, adoram empurrar frases de efeito garganta abaixo de pessoas inocentes. Há alguma coisa que não se tornaria aceitável se fosse feito em nome de uma grande descoberta científica? Há inúmeras vertentes de argumentação para esta pergunta. No entanto, o método científico que você vai conhecer agora poderá ter um impacto positivo em sua vida, mas não antes de traumatizar até seu último fio de cabelo da nuca! Confira.

New York Times
A dedicação da Ciência em manter vivos e a salvo da extinção os glamourosos Pandas chegou à beira daquilo que podemos chamar de "Assombração". A teoria proposta por esses estudiosos conservacionistas é a de que, vestindo-se com fantasias de panda, conseguiriam evitar que os animais se apeguem ou fiquem ligados aos seres humanos, em vez de desenvolver habilidades de sobrevivência cruciais. Este é um ramo da teoria de que os pandas são mudos e não poderiam conversar com um bando de criaturas com a metade de seu tamanho, que se movem e fazem sons completamente diferentes dos seus.


A foto acima parece uma fantasia de Halloween, mas trata-se de um zelador que traz bambu para um panda em cativeiro que está sendo treinado para liberação na natureza na Reserva Natural de Wolong, China.


Às vezes, o traje vai além de vestir simplesmente as fantasias de Panda. Cuidadores no Centro de Conservação e Pesquisa de Pandas Gigantes da China (Giant Panda Protection and Reserch Center) na Reserva Natural de Wolong, na província de Sichuan, por exemplo, vestem os trajes peludos e, em seguida, polvilham-se de cocô e xixi dos pandas. "Isso é para mascarar o cheiro humano", disse Andrea Muller do Panda's International, uma organização com sede no Colorado (EUA), que dá suporte ao panda chinês. "Vestindo as fantasias durante os exames médicos dos filhotes de panda, é possível minimizar o stress dos animais e apego humano", disse Muller.

E a bizarrice vai para além das fantasias. Em julho de 2014, o Centro (Giant Panda Protection and Reserch Center) estava contratando oito "abraçadores de pandas". Isso mesmo: "Seu trabalho tem apenas uma missão, passar 365 dias com os pandas e partilhar suas alegrias e tristezas. Você precisa de perseverança para esse trabalho.", conta o site Chine Daily. Os candidatos para a vaga devem ter no mínimo 22 anos e possuir conhecimentos básicos sobre os pandas. Também devem ter boas habilidades de escrita e capacidade de tirar fotos de acordo com as exigências dos recrutadores. O salário proposto foi de 32 mil dólares por ano.


O curioso é que não cita o fato de ter que usar as fantasias. Será que o cargo é uma função diferente daquela dos cuidadores?

Fontes: New York Times. China Daily.