13/12/2015

Braçadeira Cervical e a Escova de Pescoço (Métodos de Tortura #04)


Capítulo 04 da nossa série de Torturas que deram origem a muitas coisas usadas no dia a dia e que não tínhamos a menor ideia de onde tinham vindo. Pois aqui está mais uma matéria onde você se surpreenderá. Sabões para tirar manchas no colarinho? Escovas especiais para limpar pescoço de crianças? Colar de espinhos usados por metaleiros e pelos submissos na cultura SM? Alongadores de pescoço dos povos Padaung da Tailândia? Devo estar infectado pelo vírus da Ripley, fazendo correlações insanas e conectando diversas coisas sem sentido... Mas será apenas alucinação? Hahaha...

A Escova de Pescoço foi uma bizarra invenção dos anos 1950, usada para fazer "lavagem à seco" no pescoço das crianças enquanto elas brincavam. Sem água e sem sabão, a brilhante ideia era que alguns produtos químicos poderosos embutidos na escova levassem a sujeira para bem longe e trouxessem a solução para mães "ocupadas demais" para cuidar da limpeza dos filhos. O garoto da foto, Tim Gregory, de 5 anos de idade, veste a escova sob protesto, em Los Angeles, Califórnia, posando para a foto de propaganda do super produto. O aparelho foi desenvolvido pela empresa "Los Angeles Brush Manufactoring Corp" por sugestão de uma "mãe".


Um jornal de 1951 traz uma matéria intitulada "Vislumbres de Myrtle Gaulord", onde o autor diz que recebeu uma circular de Ted Riley que descreve uma escova de pescoço para meninos. Segundo a circular, a escova garantia que até mesmo os pescoços mais relutantes seriam esfregados do berço até a faculdade, ou você teria seu dinheiro de volta. Ele descrevia o aparelho como uma escova que circundava o pescoço e que, enquanto a criança brincava ou dormia, suas cerdas naturais o esfregaria em movimentos rotativos, sem o uso de água ou sabão. Além disso, as cerdas da escova tinham um desgaste na mesma proporção do crescimento da criança, de modo que podia garantir um ajuste confortável e auto-ajustável ao longo de sua utilização: normalmente durante 10 anos! A propaganda incluía até mesmo velhinhas que quisessem ter seus pescoços sempre limpos!

Será que os pescoços eram tão sujos assim naquela época? Aliás, passar a bucha durante o banho ou um pano úmido para tirar as tiriricas do suor leva pouco mais de 2 segundos!

Pescoços sujos eram uma grande preocupação, e foi assim até por volta dos anos 1980. Anúncios de detergentes, sabões e alvejantes eram onipresentes com a pretensão de erradicar completamente as manchas de pescoço em forma de anel que se formavam nas golas dos colarinhos dos maridos. Veja este comercial dos anos 1970:


Portanto só posso concluir que a nobre invenção da Escova de Pescoço tinha seu fundo de sadismo proveniente das torturas da Idade Média, como a "Braçadeira Cervical". Veja algumas fotos do instrumento de tortura e compare com a escova: são realmente muito parecidos na forma e na função. Lembre-se da matéria anterior, onde vimos que o pescoço é considerado um lugar de purificação espiritual e expurgação de pecados por "ligar" nossa alma ao nosso corpo físico.


Anos 1800
A Braçadeira Cervical era uma forma humilhante dolorosa de ser punido, além de ser um teste de resistência. Enquanto você está com o dispositivo no pescoço, é incapaz de ajustar-se a uma posição confortável seja para dormir, para comer, para inclinar-se para trás, baixar a cabeça ou virar o pescoço para os lados. Este método tinha em si todo o seu foco: não deixar a pessoa esquecer-se, nem por um segundo, o motivo que o levou a esta situação.

Braçadeira Cervical, no Museu do Palácio da Inquisição, em Catargena, Colômbia
A origem deste maquinário também é a Inquisição Espanhola, que atuou entre os anos de 1478 a 1834, e foi tida como a mais cruel e violenta da história.

Sou só eu que enxerguei a correlação destes equipamentos de tortura com os colares de espinhos dos metaleiros e das culturas SM? Veja estas fotos:


Ou será que existe uma ligação estética e fanficcional? Bizarrices à parte, acho um tipo de visual muito dahora e muito descolado.

Agora veja as imagens dos alongadores de pescoço dos povos Padaung, da Tailândia:


Não chega a ter espinhos e tals, mas com certeza deve ser muito incômodo para dormir, comer, olhar para cima ou para baixo. Lembra ou não lembra a definição da tortura usada na Inquisição Espanhola? Para eles é sinal de beleza: quanto maior o pescoço, mais bela a mulher é considerada. É como o culto ao corpo se propagou pelo ocidente: a mulher deve sofrer porque é importante ser bela!

Não estou aqui criticando nenhuma cultura, muito pelo contrário, justamente por achar tudo isso tão interessante é que compartilho minhas correlações insanas. Abraços, até a próxima postagem.

Fontes e agradecimentos:
OMG Facts
Hide Me
Mseto News
Captain Tarek Dream
Wikipedia