Rosie Reid (Virgindades Leiloadas #01)


A nossa maravilhosa e totalmente hipócrita sociedade ainda luta por conservar seus tabus, suas amarras, suas programações. Somos seres que não temos nem ideia de tudo o que realmente existe e muitas vezes caímos na tentação de nos julgarmos melhores ou mais corretos que os outros. Esta é mais uma daquelas histórias que derrubarão muitas de suas certezas, ou pelo menos, o colocará em posição de revê-las.

Segundo o tabóide News of the World, Rosie Reid, uma garota lésbica de 18 anos de idade, de Londres, capital da Inglaterra e Reino Unido, decidiu vender sua "primeira vez" por U$ 13.300 (8,4 mil libras). Depois de 2 mil lances nos leilões do eBay, um engenheiro da Companhia Telefônica British Telecom, de 44 anos, pai divorciado de duas crianças ganhou o prêmio tão cobiçado, tendo passado a noite com ela em um hotel em Euston, região central de Londres.

Rosie lamenta a decisão. "Foi horrível. Me senti nervosa e assustada. Me senti obrigada a agradá-lo, já que tinha pago todo aquele dinheiro", disse Reid ao jornal. Ela contou que fez o leilão para evitar uma dívida de 15 mil libras após a conclusão do curso de Políticas Sociais pela Universidade de Bristol. A companheira de Reid, Jess Cameron, de 26 anos, gerente de operações, estava no mesmo hotel em que Reid manteve relações com o homem há três semanas. "Parecia que aquilo não estava acontecendo comigo. Eu me senti como se estivesse observando aquilo acontecer com outra pessoa", disse Reid. "Fiquei tão aliviada quando acabou. Estava louca para voltar para Jess. Me sentia tão mal." Ela contou ainda que ao reencontrar a companheira na manhã seguinte, as duas se abraçaram e choraram muito.

A estudante começou a leiloar a virgindade em janeiro de 2004, dizendo que preferia manter relações sexuais com um desconhecido do que encarar anos de pobreza. A universitária trabalhava horas por dia para pagar seus estudos quando teve esta ideia. "Estou dedicando tempo demais para trabalhar, e de menos para estudar", acrescentando que a ideia que começou como piada acabou sendo levada a sério. O site de leilões eBay tirou o anúncio da estudante da rede, mas ela continuou pelo website dela.

A ação drástica e desesperada deixou os pais de Reid enojados. O médico de seu pai disse que ela "está vendendo sua alma". Sua mãe, que é enfermeira, ficou indignada. A universidade que Rosie estudava era a mesma onde também cursava o filho do Primeiro Ministro Tony Blair. "Eu estava pensando sobre o que eu poderia vender. Parecia que minha virgindade era algo valioso, mas ao mesmo tempo, algo que eu poderia viver sem. Com este dinheiro eu poderia trabalhar menos e me concentrar nos estudos", disse Reid. "As pessoas fazem sexo o tempo todo e fazem isso de graça. E eu não conheço muitas pessoas que realmente ficam com a pessoa com quem tiveram sua primeira experiência. A menos que eu faça isso, eu estarei em apuros", justifica.

O perfil dela recebeu mais de 7 mil visitas em cerca de 3 dias antes de o eBay retirar seu anúncio. Depravados que trataram do assunto como uma simples prostituição costumavam perguntar o tamanho de seus seios. Mas outros, sensibilizados com seus reais motivos, diziam: "Você é uma moça corajosa. Não há melhor presente que a Educação e admiro o esforço que está fazendo!"

Ao ser entrevistada, Jess Cameron, sua companheira disse: "Eu apoio totalmente Rosie, desde que ela esteja segura". Referia-se a uma possível gravidez ou doenças sexualmente transmissíveis. "Eu acharia a coisa toda muito difícil se ela tivesse que estar com outra mulher, mas eu sei que ela não se importa com homens, então se tem que ser feito, estou com ela".

Na época houveram muitas críticas ao governo, ao Partido Trabalhista, que não deveria permitir coisas como esta, principalmente em se tratando de uma medida desesperada para alguém que luta por seus estudos. Além disso, agravava o fato de o filho do Primeiro Ministro também estudar lá. Chances diferentes, para mundos diferentes.

Uma coisa que eu sempre falo aqui no site é que não existe esse conceito ridículo de certo e errado. Isso é coisa que a religião e a sociedade machista criaram para melhor nos controlar. Todos nós somos Consciências fazendo escolhas para poder experimentar todos os sabores que existem para serem experimentados. Aprendizados: tudo tem a ver com isso. Você poderia me perguntar: "Mas como você pode dizer isso? Você tem duas filhas em casa. O que você faria se acontecesse com suas meninas?" Eu te responderia a mesma coisa. Não cabe hipocrisia no mundo que eu quero viver. A escolha é delas. A única coisa que posso fazer é dar outras opções para elas, apontar outros caminhos menos doloridos, mas no final das contas, elas vão fazer o que der na telha. Eu só posso continuar com minhas portas e meu coração aberto para todas as vezes que elas precisarem retornar ao ponto inicial, ou não. O sofrimento é causado pelo medo. Esta é a raiz de toda dor: o medo. Medo de falarem mal de nós, de queimar a nossa imagem social, de ser julgados por coisas politicamente incorretas. Medo de ser quem somos de verdade! Essas podres paranoias que enfiaram na nossa cabeça sobre pureza, sobre ser mulher, sobre relacionamentos, sobre ser feliz, sobre respeito. "Bullshit!" Um monte de bobeiras, um amontoado de mentiras sobre pecados e toda essa parafernália.

Rosie Reid quis fazer o que fez porque tinha compromissos financeiros com a faculdade, mas ela poderia ter feito "porque sim". Não existe colocar justificativas: "assim pode, assim não pode". Não estou fazendo apologia a nada. Acho a história dela muito interessante, porque ela foi uma mulher corajosa, não só por ter enfrentado os tabus da sociedade, mas também por ter enfrentado inclusive sua aversão ao sexo masculino, o que já deve ter sido muito ruim de encarar. E é para isso que estamos aqui: para vencer os Medos ensinados, para derrubar padrões morais sem sentido, para denunciar a hipocrisia (inclusive a nossa). Quanto ao governo, apenas uma frase: não adianta cobrarmos do governo coisas simples que nem nós mesmos conseguimos cumprir.

Fontes e agradecimentos:
BBC
BBC Brasil
News of the World